11º Propósito com Deus - Purifique sua boca

2ª Quarta da Purificação

Continuaremos buscando nos tornar mais puras e próximas de Deus. Com o nosso propósito das 3 quartas-feiras da Purificação.
Purificando a boca
Já parou para pensar como um órgão tão pequenino como a nossa língua tem um poder inestimável?

Com ela podemos construir ou destruir relacionamentos, levar uma palavra de ânino ou desânimo para alguém, abençoar ou amaldiçoar, criar ou desfazer contendas, liberar perdão ou trazer mágoa a um coração, agradar ou desagradar a Deus, receber ou perder a nossa salvação.

Nossas palavras movimentam o mundo espiritual. As palavras são sementes que podem germinar vida ou morte.

Cada palavra que proferimos é acompanhada de um espírito. Ou do Espírito de Deus, que são as palavras de fé, coragem, esperança,  motivação, amor, perdão, ou do espírito do diabo, que são as palavras de medo, dúvida, desmotivação, ódio, vingança, etc.

A língua conduz toda a nossa vida.

Na Bíblia está escrito:  A morte e a vida estão no poder da língua, o que bem a utiliza come do seu fruto. (Provérbios 18:21)




Como temos usado nossas palavras? O que anda saindo da nossa boca? O que não devemos falar?


 Não devemos fazer fofoca

Diz o sábio Salomão: “As palavras do mexeriqueiro são como doces bocados, penetram até o íntimo do homem” (Pv 18:8). Ou seja, segundo a Bíblia, a fofoca é saborosa para quem a escuta.
Na tradução desse mesmo versículo, o termo comparativo é “apetitosos petiscos”. E tal comparação é perfeita: ouvir uma fofoca é tão irresistível quanto comer um quitute ou um docinho irresistível.
E porque a fofoca não é comparada a um pernil assado ou uma feijoada?
Porque comida enche e, uma vez satisfeito, você não come mais.
Já fofoca é servida em pequenas porções. A fofoca é o quibezinho do mal, o cajuzinho da discórdia, o chocolate BIS da intriga. E uma vez no seu interior a fofoca não enche, pelo contrário, abre seu apetite.

As 7 características do fofoqueiro

1- Tem um olhar invejoso: Usa deste olhar para destruir com palavras malígnas os talentos que Deus levanta na Igreja.
2- Guarda a rebeldia dentro do seu coração
3- Usa de palavras doces para convencer e destruir:(Pv.18.8) "As palavras do maldizente são doces bocados que descem para o mais interior do ventre."
4- Alimenta-se de mentiras: É surdo espiritual.
5- Suas palavras alimentam os imaturos na fé e aqueles que lhe dar crédito e não ler a Bíblia.
6- Normalmente tem pecados ocultos: É um traço na vida do fofoqueiro. Sempre usa do que fala.
7- São covardes: Sempre falam as escondidas. Quando acusados pela verdade, fogem e usam a famosa expressão:"ouvi dizer mas não sei que foi".

Outros versículos para você meditar que falam sobre a Fofoca:

"Desvia de ti a falsidade da boca, e afasta de ti a perversidade dos lábios." Provérbios 4:24

"O que anda tagarelando revela o segredo; não te intrometas com o que lisonjeia com os seus lábios." Provérbios 20:19

"O que despreza o seu próximo carece de entendimento, mas o homem entendido se mantém calado. O mexeriqueiro revela o segredo, mas o fiel de espírito o mantém em oculto." Provérbios 11:12-13

"As palavras do mexeriqueiro são como doces bocados; elas descem ao íntimo do ventre." Provérbios 18:7-8

"Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no Dia do Juízo."  Mateus 12:36
De acordo com o dicionário frívola quer dizer leviana; Sem nenhum valor; Sem um objetivo sério; falta de seriedade; fútil, volúvel, vã. 

"Porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado." Mateus 12:37

"O que guarda a boca conserva a sua alma, mas o que muito abre os lábios a si mesmo se arruína." Provérbios 13:3

 Não devemos mentir

Não há Mentirinha e nem mentirona. Mentira é mentira, e tem o mesmo peso para Deus. O diabo é o pai da mentira.
Reflita se você não tem mentido ou omitido (que também é mentira do mesmo jeito) no seu dia-a-dia.
Há pessoas que tentam justificar suas mentiras afirmando que foi o chefe que mandou-as mentir. Quem age assim prova que o seu trabalho e sua reputação com seu chefe é mais importante do que sua vida limpa diante de Deus.
Outras defendem-se dizendo que mentem pois se as outras pessoas souberem a verdade sua imagem será denegrida. Lhe garanto que será muito pior, se não houver arrependimento e o fim dessa prática. Pois ter a alma queimando no lago do fogo e enxofre por toda a eternidade é uma consequência muito mais séria e dolorosa do que perder a credibilidade diante dos homens.

Provérbios 12:22 “Os lábios mentirosos são abomináveis ao Senhor; mas os que praticam a verdade são o seu deleite.”

Os que mentem são excluídos da presença de Deus. A Bíblia diz em Salmos 101:7 “O que usa de fraude não habitará em minha casa; o que profere mentiras não estará firme perante os meus olhos.”

Os mentirosos não serão salvos. A Bíblia diz em Apocalipse 22:15 “Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira.”


 Não devemos falar palavrões

Não há palavrões no vocabulário da pessoa nascida de Deus.

A Bíblia diz que a boca fala do que está cheio o coração. Se a sua boca fala palavras que não edificam e que envergonham o nome de Jesus, o seu coração não está puro como deveria.

Pessoas costumam aderir essa prática devido a convivência com outras pessoas que também tem esse constante hábito.

A todo momento escutamos essas palavras, seja na escola, na faculdade, no trabalho, na rua e em alguns casos até mesmo dentro de casa e na igreja (que envergonhante, mas não podemos esconder a realidade! A igreja recebe todo tipo de gente. Há 4 tipos de crentes: o forte, o fraco, o menino e o carnal).

Mas há uma grande diferença entre conviver com essas pessoas e aderir seus costumes para a nossa vida.

Quem é de Deus faz a diferença.

Não pense que essa diferença é vista quando a nossa vida está a mil maravilhas.
Há pessoas que pensam que fazer a diferença é ser rica, realizada, ter tudo o que quer e um excelente testemunho material. Grande engano!

Fazer a diferença vai muito além do que isso.
É justamente conviver com diversos tipos de pessoas incrédulas mas ao mesmo tempo exalar o perfume de Jesus e dar um testemunho perfeito de caráter e conduta a todos ao redor.

Eu me lembro que em todo tempo que eu estudei nunca nenhum professor, colega e nem funcionário teve "uma vírgula" para criticar sobre a minha conduta.

Não estou querendo passar uma imagem de pessoa perfeita, pois sei que não sou. Tenho muitas falhas e defeitos.
Mas em relação ao nosso caráter e conduta não podemos falhar.
Jó era um homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal. Temos que ser assim também.

No Salmo 39:1 diz que o ímpio está atento as nossas palavras.
Quando falamos palavrões nos igualamos a ele. Que diferença é essa que você faz? Que testemunho é esse que você dá?

Os ímpios geralmente nos observam muito e vivem procurando um erro para poder nos criticar. Quando proferimos certas palavras damos razão para eles falarem o que quiserem, perdemos a moral diante dos homens e de Deus também principalmente.

Não tente justificar o seu erro dizendo que sua consciência não pesa ao falar palavrões e que Deus não se importa tanto com esse detalhe. Ao invés disso, MUDE!

Na Bíblia diz que o povo de Deus sofre por falta de conhecimento. E hoje Ele está te dando a chance de receber conhecimento sobre esse assunto.

Há pessoas que ficam na dúvida sobre o significado de deteminadas palavras. Não sabem se devem falar ou não. Não sabem se são consideradas palavrões ou não.

Na dúvida não fale. Palavras torpes, de baixo calão, palavras chulas não devem está na boca de uma serva de Deus.

Uma dica que eu sempre usei: Toda vez que eu irei falar certa palavra ou expressão e tenho dúvida se vai agradar a Deus ou não eu penso: "Se eu estivesse fazendo uma redação valendo ponto, eu escreveria essa palavra nela e entregaria para o professor?" Se a minha resposta for não, quer dizer que a palavra não é adequada portanto eu não a pronuncio, se for sim não há problemas em falar.

Reflita: "Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem." Efésios 4:29

Palavra torpe quer dizer: que contraria ou fere os bons costumes, a decência, a moral; que revela caráter vil; ignóbil, indecoroso, infame; que contém ou revela obscenidade; indecente; que causa repulsa; asqueroso; nojento; que apresenta mácula; sujo.
Ou seja, mesmo considerando as mudanças do vocabulário com o decorrer dos tempos, uma palavra torpe hoje continua sendo torpe.


 Não devemos amaldiçoar

Nossas palavras movimentam o mundo espiritual. Cada palavra quando proferida é acompanhada de um espírito. Ou do Espírito de Deusou do espírito do diabo.

Já parou para pensar o quanto você costuma se amaldiçoar e amaldiçoar os outros sem perceber?

Maldição Imposta aos outros
Quantas vezes os próprios pais amaldiçoam os filhos chamando-os de pestes, capetinhas, imprestáveis etc. Eles desconhecem que os pais exercem uma grande autoridade espiritual sobre os seus filhos, e uma palavra dessas poderá arruinar o futuro da criança.

Abaixo temos uma série de expressões que devem ser banidas do nosso vocabulário, pois as mesmas podem trazer morte espiritual e opressão sobre a vida de quem as lançarmos:
Imbecil, Canalha, Vadio, Burro, Jumento, Desgraçado, O diabo que te carregue, Vai pro inferno, Isso é mal de família, Esse menino é igual ao pai, Estou com as macacas ( quer dizer, estar possesso por demônios ), Doida varrida, Moleque ( é uma variação de Moloque ), Danado ( quer dizer, imundo, nas trevas ), Hoje é o meu dia de azar, Pobre nasceu pra sofrer, Estou com uma fome dos diabos, Um dia você me paga, Você vai se casar e o seu marido vai fazer a mesma coisa que o seu pai fez comigo, Seus filhos um dia farão o mesmo com você, Você vai passar fome, Você que se dane, etc.
Maldição Auto-Imposta

" ... e assim como não desejou a bênção, ela se afaste dele." Salmos 109:17
Esse tipo de maldição acontece quando alguém profere palavras ou frases que têm um sentido pernicioso e destruidor contra si mesmo.
A auto-maldição reflete uma crise de identidade cristã e a falta de conhecimento bíblico acerca de quem somos em Cristo.

Eis alguns exemplos de auto-maldições:

Sou uma pessoa tão burra que fiz...
Eu não sirvo para nada...
Como sou desastrado (a)...
Vou morrer na miséria...
Eu sou um (a) imbecil...
Como sou idiota...
Para mim nunca dá certo...
Não Há ninguém mais desastrado...
Pobre nasceu pra sofrer...
Meu corpo é horrível...
Não sou capaz de nada...
Ninguém me ama, ninguém me quer...
Etc...
 Não devemos jurar
Se você tem o costume de falar essas expressões: "Juro por Deus", "Juro por tudo o que há de mais sagrado", "Juro pelos céus", "Juro pela saúde dos meus filhos" etc. Mude esse hábito, pois não é certo.
A Bíblia diz que é errado jurar em Mateus 5:37 “Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não; pois o que passa daí, vem do Maligno.”

Deus leva a sério as nossas promessas e quer que as cumpramos. A Bíblia diz em Provérbios 20:25 “Laço é para o homem dizer precipitadamente: É santo; e, feitos os votos, então refletir.”


Uma ótima dica para conseguir se livrar dessas palavrinhas que desagradam a Deus é se parecer com uma policial.
Uma policial geralmente é responsável pela aplicação da lei, proteção das pessoas, manutenção da ordem pública e impôr ordem.

A mesma coisa temos que fazer: aplicar a lei de Deus em nossas vidas, proteger a nossa salvação, fazer uma manuntenção diária na nossa comunhão com Deus, e se auto-policiar. É necessário pensar bem antes de falar, policiar nossas atitudes, reações, e palavras. 

Refletir sobre o texto acima e fazer uma análise sobre todas as suas palavras de acordo com o que você aprendeu nessa postagem.

1° Passo: Recortar um papel em formato de uma boca.

2° Passo: Escrever nela todas as palavras que você costuma falar que desagradam a Deus (mentiras, palavras torpes, fofocas, amaldiçoar a si mesmo e aos outros, etc.)

3° Passo: Mergulhe essa "boca" no suco de uva que representa o sangue de Jesus, elemento o qual consagramos na semana passada e mergulhamos o coração de papel. Lembrando-se que tudo isso é simbólico o que importa realmente é a fé que você irá manifestar e seu esforço em querer mudar.

4° Passo: Ao mergulhar faça a seguinte oração:
"Meu Deus e Meu Pai, em nome do Senhor Jesus eu entro na sua gloriosa presença nesse momento.
Primeiramente eu te peço perdão pelos meus erros, pecados e defeitos que tenho cometido consciente e inconscientemente por palavras, pensamentos e atitudes.
Eu aprendi que preciso ser moldada cada vez mais pelo Senhor. Tudo o que sai da minha boca tem que ser para te glorificar e para edificar o meu próximo.
Me ajude Pai. Porque eu sei que sem ti nada posso fazer.
Senhor eu apresento a ti esse propósito. Que assim como essa "boca" está sendo mergulhada no suco de uva consagrado a ti, que a minha boca seja mergulhada e lavada pelo teu sangue. Me purifica, me santifica, me lava, e me deixe mais alva do que a neve.
É isso o que eu te peço, e desde já te agradeço em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!"



Share:

3 comentários

  1. Olá Danielle,
    Muito forte esse propósito também !!!
    estamos nessa fé!
    Deus a abençoe mais e mais!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom!
    A sra é usada mesmo, graças a Deus.

    ResponderExcluir